quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Senhor, purifique Sua Noiva!

Observando a "toada" do evangelicalismo brazuca, vejo que a onda entorpecedora saída da Europa, passou pelos EUA e finalmente chegou por aqui. Chamo de onda entorpecedora a falsa concepção e percepção do cristianismo, que faz o indivíduo imaginar que, confortavelmente instalado em uma comunidade local, está bem, é cristão, quando, na verdade está muito longe de Deus, mesmo tendo vivido uma vida inteira enfurnado na igreja. Com o próprio umbigo como auferidor de medida, jamais perceberá o quão longe está  de  Santo Evangelho, e consequentemente, do céu. 
A pulverização do Evangelho fez surgir o "evangelho popular", esse, nunca é fiel às Escrituras, mas objetiva agradar e satisfazer os desejos da maioria, que a esta altura está tudo, menos correta. A essência foi tão corrompida que pode ser conceituada da seguinte forma: "deus a serviço do HOMEM". 
É estranho notar que ninguém questiona o fato de professar uma fé anômala que cultua o HOMEM sobre todas as coisas. Mais estranho é o fato de ninguém se importar com isso e querer mais que tudo, ser servido por Deus.
Tenho chorado diante de Deus constantemente, pois vejo pessoas que objetivamente rebelam-se contra as autoridades constituídas, que faccionam a Noiva (Igreja comprada com o Precioso Sangue de Cristo), plantam contendas no seu seio, mentem, dissimulam e ainda assim, se dizem "cristãs". Isso é ainda mais claro e triste quando trata-se da velha-guarda (chamo assim todo o que teve o enorme privilégio de nascer em lar cristão ou tem a conversão datada da infância e caminha com Cristo a mais tempo que eu, aproximadamente 17 anos).
Sinceramente, é muito difícil não se preocupar com o número cada vez maior de pseudo-crentes. Sei que nada posso fazer, até porquê identificar o joio nessa história é papel de Deus. Mas sigo consciente de que o percentual de inconversos dentro da atual igreja visível é crescente e o processo parece irreversível.
Por isso oro pedindo ao Pai que purifica sua Noiva... Que Ele tenha misericórdia de nós!

Um comentário:

JEFFAUM disse...

Muito bom.
Precisamos amalgamar nossa fé diante de Deus através de um conhecimento bíblico indutivo e não somente de percepções que trazem uma sonolência para meu senso de santidade. É hora de vivermos a vida abundante prometida por Jesus e parar de contentarmos com migalhas oferecidas por paradigmas provindos de ondas e modas daqueles que jamais conheceram a Deus, ainda que se digam pregadores da verdade.