segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

O Protestantismo é soberbo e os crentes são otários"

OTÁRIO: adj. e s.m. Bras. Gír.  Que ou o que se deixa enganar facilmente; ingênuo, simplório, bobo.
Guardem a definição, será de suma importância na conclusão.

É meus irmãos, prometi não entrar em polêmicas, mas não posso ver tão grande adulteração da Palavra de Deus e permanecer calado. Não farei nada diferente de defender a Bíblia. Você pode me questionar... Pr. Max, ele falou da nossa fé, você não vai dizer nada? Não meu irmão, não direi nada, precisamos entender que cegueira espiritual é uma doença causada pela falta de discernimento, que por sua vez é causada pela ausência do Espírito Santo. Oremos para que Deus tenha misericórdia desse pobre homem. Mas uma coisa é certa, vou bater firme na "EXEGEGUE" do tio, que nada mais faz, a não ser defender o que a Bíblia não diz. Veja o vídeo... comentarei em seguida:


*A historinha começa com uma apologia de Maria, insinuando que tenha algum poder intercessório. Detalhe, sem qualquer apoio bíblico, apenas baseado na tradição papal. Se você não notou, nas palavras de senhor à cima, não é o Espírito Santo que move no cristão para que esse faça o que Deus quer, mas é Maria!
*Em seguida, o batinado em questão afirma ser orgulhoso quem afirma não precisar da "medianeira" e cita o  princípio protestante como tal.  

*Mostrando que não há a menor possibilidade de arrependimento ou de retorno da Igreja de Roma ao princípio bíblico e demonstrando o "legitimo cristianismo bíblico", chama os protestantes de otários, isso mesmo, O-TÁ-RIOS. Chupa essa manga meu irmão. E sabe por quê, segundo ele você é um otário?

Porque segundo ele você baba e bufa quando cita  1 Timóteo 2:5,6: "Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos: testemunho que se deve prestar em tempos oportunos."

*Aqui é que começa o maior show de prostituição bíblica dos últimos tempos, maior até do que as promovidas pelos profetas e apóstolos da prosperidade. Ele foi capaz de omitir a palavra "HOMEM" que está logo após a vírgula. Isso mostra o quanto ele confia na ignorância dos seus ouvintes que agem passivamente a sua manipulação do Texto Sagrado; confia tanto que não haverá investigação, afinal, qualquer católico que pela graça de Deus agir como bereano e conferir a procedência do que dizem seus líderes e sua igreja, naturalmente os deixará. 
Voltemos ao texto: Ele diz: "...um só mediador... Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos..."
Não se faz necessário recorrer a qualquer comentário bíblico para notar que a ordem das palavras mostram um objetivo específico do texto, tira qualquer dúvida acerca do MEDIADOR.
Todos os que possuem conhecimento bíblico mínimo estão cientes de que CRISTO quer dizer "UNGIDO" ou "MESSIAS". São palavras utilizadas para ratificar o caráter singular de Jesus, aponta para a profecia do protoevangelho em Gn. 3.15, onde um nascido de mulher, O PROMETIDO, O MESSIAS, O UNGIDO,  esmagaria  a cabeça da serpente. Sabemos que Jesus esmagou a cabeça da serpente (diabo) quando, após suas vida terrena sem pecado, assume o nosso lugar de pecador, recebe sobre si todo o pecado da humanidade, morre, apagando o escrito de dívida que havia contra nós e ressuscitando ao terceiro dia.
O texto distorcido pelo clérigo deixa claro que O MEDIADOR se entregou em resgate da igreja. É nesse ponto que a inteligência mínima atua (srsrsr). Vejamos: Se o Texto afirma que a igreja precisou de um mediador é justamente porque não há nela qualquer possibilidade de mediação. Será que é tão difícil entender isso? Se recorro a Deus diretamente é porque a Bíblia assim ensina. Além do mais, entendo que recorrer a um pecador semelhante a mim, é como ter fome e pedir comida a quem está morrendo de inanição, tão faminto quanto eu. Maria sabia que não se salvaria sozinha ou recorrendo a qualquer outro diferente do MESSIAS. Por isso ela o chama de seu SALVADOR (ver Lc. 1. 46-56). Se la entendia dar a luz ao SALVADOR de sua alma, entendia também que era, como todos nós, exceto Jesus, miseravelmente pecadora. Se não fosse assim, não necessitaria ser salva, ela mesma resolveria a questão.
A outra palavra que aponta claramente para a pessoa de Jesus e não para a igreja como mediadora entre nós e Deus é "HOMEM". Na minha humilde opinião, opa, humilde não, o tio aí falou e eu corrijo, na minha arrogante e soberba opinião, aqui está a cereja do bolo. O apostolo Paulo se referiu a Jesus HOMEM, pessoa de Cristo e não ao corpo místico de Cristo a Igreja. 
Mais uma vez Roma apela para os velhos e conhecidos contos de velhas caducas dos quais Paulo afirma: "Mas rejeitas as fábulas profanas e de velhas caducas. Exercita-te a ti mesmo na piedade."
 (1 Tm 4:6-7)

Termino implorando não só ao lacaio de Roma, mas a todos os visitantes desse blog, LEIAM A BÍBLIA!
O povo vitimado de PERSEGUIÇÃO não é bem o ROMANO.
Enquanto lutamos pela verdade bíblica, nos deparamos com a "religião humilde" que, sendo "dona da verdade", cirurgicamente retira da Bíblia o que os reprova.


OTÁRIO: adj. e s.m. Bras. Gír.  Que ou o que se deixa enganar facilmente; ingênuo, simplório, bobo.
Guardem a definição, será de suma importância na conclusão.

QUEM É OTÁRIO MESMO?

Perguntinha de reflexão:
Como pode não ser orgulhosa uma religião que rebaixa a Bíblia, fazendo-a subserviente da tradição ROMANA, como pode ser humilde uma confissão de fé que quando se vê confrontada pela Palavra de Deus, pula no mato, inventa uma interpretação segundo o santo umbigo do VATICANO? 

"O meu povo peca por falta de conhecimento"
(Os. 4.6)

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Ebenezer - Profeta assoprando velinhas!

É isso aí meus irmãos, nem percebi o quão rápido esse ano passou. Foi um ano incrível... mesmo não cuidando tão bem do blog, tivemos mais de mil visualizações por mês, totalizando hoje quase 18.000 em mais de 50 países. Entendo que Deus tá nesse negócio e continuarei ainda mais forte.Como meu Ministério está sob outro foco, é possível que os vendilhões percam espaço nesse editorial, mas teremos mais questões da prática cristã e vida devocional. Começarei também a contar um pouco de mim, histórias da infância, adolescência e finalmente (já era tempo!) o processo de conversão.
Creio que será um tempo para edificação e consolidação de vidas aos pés do Senhor.
Agradeço a você que pacientemente leu, compartilhou e principalmente deixou sua opinião nos comentários, Deus nos faz maduros nesse processo.

Então vamos lá... que o Senhor me use ainda nesse novo ano, certamente, com Sua ajuda, permanecerei firme, lutando pela Palavra e vida cristã autêntica!


"Ebenezer, até aqui nos ajudou o Senhor!"

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Senhor, purifique Sua Noiva!

Observando a "toada" do evangelicalismo brazuca, vejo que a onda entorpecedora saída da Europa, passou pelos EUA e finalmente chegou por aqui. Chamo de onda entorpecedora a falsa concepção e percepção do cristianismo, que faz o indivíduo imaginar que, confortavelmente instalado em uma comunidade local, está bem, é cristão, quando, na verdade está muito longe de Deus, mesmo tendo vivido uma vida inteira enfurnado na igreja. Com o próprio umbigo como auferidor de medida, jamais perceberá o quão longe está  de  Santo Evangelho, e consequentemente, do céu. 
A pulverização do Evangelho fez surgir o "evangelho popular", esse, nunca é fiel às Escrituras, mas objetiva agradar e satisfazer os desejos da maioria, que a esta altura está tudo, menos correta. A essência foi tão corrompida que pode ser conceituada da seguinte forma: "deus a serviço do HOMEM". 
É estranho notar que ninguém questiona o fato de professar uma fé anômala que cultua o HOMEM sobre todas as coisas. Mais estranho é o fato de ninguém se importar com isso e querer mais que tudo, ser servido por Deus.
Tenho chorado diante de Deus constantemente, pois vejo pessoas que objetivamente rebelam-se contra as autoridades constituídas, que faccionam a Noiva (Igreja comprada com o Precioso Sangue de Cristo), plantam contendas no seu seio, mentem, dissimulam e ainda assim, se dizem "cristãs". Isso é ainda mais claro e triste quando trata-se da velha-guarda (chamo assim todo o que teve o enorme privilégio de nascer em lar cristão ou tem a conversão datada da infância e caminha com Cristo a mais tempo que eu, aproximadamente 17 anos).
Sinceramente, é muito difícil não se preocupar com o número cada vez maior de pseudo-crentes. Sei que nada posso fazer, até porquê identificar o joio nessa história é papel de Deus. Mas sigo consciente de que o percentual de inconversos dentro da atual igreja visível é crescente e o processo parece irreversível.
Por isso oro pedindo ao Pai que purifica sua Noiva... Que Ele tenha misericórdia de nós!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

"Determine a benção e Deus fará!"

Nada me deixa tão assustado quando o vocabulário adotado no meio "golspe"(quem lê, entenda) ou melhor, "gospel". Sai de tudo um pouco. É gente determinando que Deus faça algo em seu favor como se fosse obrigado, e gente rejeitando uma situação desagradável como se isso pudesse mudar alguma coisa. Percebi algo muito claro na já conhecida artimanha do CÃO; É bem simples, consiste em pôr um pouco de verdade, no todo mentiroso, ou ainda distorcer a verdade até que esta minta. Explico:

No afã de validar seu pseudo-cristianismo, os pa$tores das benção$ viraram vorazes leitores da Bíblia. A grande questão está no objetivo de tal busca. Ao invés de buscarem conhecer o propósito de Deus revelado nas Escrituras, buscam qualquer fragmento descontextualizado que respalde seus devaneios teológicos. Dizem com todo o gás: "A Bíblia diz que..." ou ainda "Assim diz o Senhor..." Não pudores ou escrúpulos, apenas o objetivo importa. Afinal, o que esperar de uma 'fé' tão pragmática? 
Infelizmente, vivemos numa época de 'crentes' preguiçosos, que não se importam mais em buscar conhecimento diretamente da Fonte, as Escrituras Sagradas, mas de seus 'líderes', e esses, cada vez mais exaltados. Na contra-mão do preceito bíblico, o pa$tor recebe status de semi-deus, o infalível, acima de qualquer suspeita, o irrepreensível, enfim, o cara! Suas palavras são seguidas como se o próprio Deus falasse. Sei que Deus fala através de nós pastores, mas os vendilhões também sabem disso e entram de carona com seus absurdos. Porém, entendo que o questionamento é algo bom, desde que embasado licitamente nas Escrituras, e é justamente isso que a corja tenta abafar! 

Agora prezado leitor, pergunto: Estaria Deus manietado ao meu pedido? Estaria o Soberano do universo cativo aos meus caprichos? Estaria o Criador e provedor de tudo, legado à posição de servo? Acaso seriamos Deus? A resposta é um retumbante NÃÃÃÃO! 
Somos servos, eternamente devedores, dependentes em tudo, até mesmo para respirar!
Que fique bem claro meu irmão: Deus não é dissuadido ao que não quiser fazer! Nem de longe se parece com a crença popular no "santo casamenteiro" que precisa ser deixado de cabeça pra baixo, imerso num copo com água para que atenda um encalhado (é nisso que muitos creem). 
Portanto, ao invés de ofender a soberania do Pai com seu egoísmo, dependa Dele apenas. Ele conhece sua necessidade e no devido tempo agirá com provisão.    

A Bíblia não ensina a 'decretar', seja por palavra de ordem ou 'ato profético'. Mas ensina a trabalhar duro, suportar a luta com resignação e fé, depender e esperar em Deus.

Aprenda com Jesus, mesmo em tremenda agonia, sabendo da terrível morte que o esperava, não determinou em benefício próprio, não determinou nada, apenas submeteu-se a vontade do Pai e em oração disse "... seja feita a Tua vontade..."

Se Cristo fez assim, por quê eu faria diferente?
Em eu sou melhor?

Pense nisso!