terça-feira, 2 de dezembro de 2014

A "Gospelândia" pira!

    Esse post nasceu em resposta a um leitor, que preservarei com a alcunha de "JABULANI". Aproveito e deixo registrado (mais uma vez) o repúdio que tenho pelo movimento que produziu "fã clubes", "astros" com "cachês" astronômicos, "estrelinhas" cercadas por seguranças, intitulando-se adoradores (do próprio ventre, talvez). Prossigamos ao "post/resposta":
Me desculpe JABULANI, mas jamais deixarei de expor algo que minha consciência acuse, não peço às pessoas que leiam meus escritos, não escrevo no afã de agradar quem quer que seja.
Se aprovei algo que Palavra reprova ou reprovei algo que Ela aprova, por favor meu irmão, me diga, será edificante perceber se cometi falha ou excesso. Agora, se sua indignação provém do fato de participar de alguma comunidade que goste do que denuncio, e espero que não, nada posso fazer além de encorajá-lo ao estudo profundo das Escrituras, respeitando o Texto e o contexto. Qualquer um que assim fizer, perceberá que o que escrevo trata do zelo simplesmente, por favor, não confunda com legalismo. Nunca, jamais me curvarei para o movimento gospel, é um lixo antropocêntrico que tem apenas uma serventia, massagear egos já inflamados e por consequência final, afastar o homem de Deus!
Quanto ao amor, queria que destacasse quando faltei com ele. Minhas denúncias contra a "gospelândia" são justamente o reflexo do amor que tenho pela Palavra, pela Obra, e pelas ovelhas que me foram confiadas.
Deixo aqui duas porções da Escrituras que norteiam minha labuta diária na denúncia do falso e anúncio do verdadeiro:
JABULANI, não sei como você vê o Ministério Pastoral, mas eu sei de onde vim, o que Deus fez na minha vida e o que Ele requer de mim. Se tem algo que não quero sobre minhas mãos, é o sangue alheio pela omissão covarde do politicamente correto.

"Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Além disso requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel." (1Co 4:1-2)

"Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!"(1Co 9.16)

Dois novos parceiros!

Conheça nosso dois novos parceiros, são os blogs "Confissões da Reforma" e "Dicas Para a Vida Toda.

Estão logo aqui:

terça-feira, 15 de julho de 2014

Judeus X Árabes em pouquíssimas palavras.




*Leia Gênesis, capítulos de 15 à 25.

A questão é bem simples de se explicar e entender. Essa briga começa no livro de Gênesis. Tanto judeus, quanto árabes brigam por herança, o território que é palco dos conflitos, onde hoje está o Estado de Israel. 

Isaque, filho de Abraão com Sara, foi prometido por Deus, encerrando a esterilidade do casal. Isaque, que deu origem aos judeus, é também conhecido como "filho da promessa".

Ismael, filho de Abraão com a serva de Sara, que embora ilegítimo, foi o primogênito (nasceu da ansiedade pelo cumprimento da promessa... achando Sara que muito tempo havia passado desde que a promessa lhes fora feita, sugeriu que Abraão tive o filho com sua serva). Esse filho, Ismael, também conhecido como "filho da escrava", deu origem aos árabes. E quem sabe um pouco de sociedade patriarcal do A.T., sabe bem os direitos do primeiro filho. 
Grosseiramente, é isso!

O autor do vídeo, imbuído de um sentimento que não conhecemos, nacionalismo, explica a seu modo, da mesma forma um árabe faria. É válido observar que somos ocidentais tentando arbitrar orientais. E sinceramente, creio que tentar entender profundamente o conflito ou suas causas sem estar "possesso" desse sentimento não é possível. No caso específico, a imparcialidade pecaria por falta de conhecimento ou vivência. Visto que, como vida de família, cada qual sabe o que ocorre da porta de casa para dentro!

Em suma, falando de forma bem simples, os dois tem direito sobre a terra. O problema ocorre quando o outro é preterido por se filho da escrava e ilegítimo ou por não ser o primogênito. 

Conhecemos bem lutas por herança, vimos inúmeras .... Sem acordo, nunca acabaram bem!
Se olharmos para a Bíblia, sabemos bem o que marca o fim dessa briga!

Que acabe logo!



sábado, 31 de maio de 2014

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Barbosa não morreu, mas o Brasil está de luto!

Essa crônica resume o que vivi ontem.... em todos os lugares por onde passei, nas visitas que fiz, nos comércios, filas, elevadores... e o tom era sempre o mesmo, tristeza!
Ouvi muita coisa, o mais compassivos diziam:
-Não aguentou!
-Não deve ser fácil lutar quase sozinho!
Os otimistas:
-Está preparando a carreira política!
-Saiu pra não se queimar!
Os pessimistas:
-Agora vai feder mesmo!
-O Brasil está perdido!
-PT fará o que preferir com o país!

Confesso que penso como os últimos e não duvido nada, que os mensaleiros estejam em casa, gozando das benesses que o rombo que coordenadamente orquestraram, ainda antes do Natal. E soltá-los é só o início, lamentavelmente!

Concluindo, não vi um cidadão de bem comemorando, mas não duvido da festa no "Residencial PAPUDA" e no coração de cada militante petista!

Tirei o primeiro versículo do contexto, mas transmite o que sinto nesse momento. Já  o segundo, encontra-se fielmente em seu contexto e como é VIVA a Palavra de DEUS, mostra-nos o que vivemos.

Um abismo chama outro abismo, ao ruído das tuas catadupas; 

Salmos 42:7-8    

Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme.


Provérbios 29:2

Crônica perfeita, como sempre...


segunda-feira, 7 de abril de 2014

Sabe o que achei do filme "Noé"?


Finalmente vi o referido filme. Quer saber? GOSTEI MUITO!
E gostei por um motivo muito simples, antes de chegar à sala de cinema tirei as "lentes" e me propus a ouvir a história do roteirista.
Seria muuuuita ingenuidade a minha se esperasse um filme comprometido com o relato bíblico, não dá para esperar precisão escriturística sobre um relato que certo ou errado, tem pelo menos 10 (dez) versões em outras diversas culturas. Esse é justamente o detalhe que, pelo seu desconhecimento, decepcionou quem esperou um filme bíblico, evangelístico ou gospel.
Amo a Bíblia, quem me conhece e me vê ou me viu ensinando-a, sabe o quanto preso pela precisão e o temor que tenho ao expô-la. Eu farias criticas duríssimas se Darren Aronofsky ou Ari Handel, roteiristas e diretores em parceiria, fossem pregadores, teólogos ou escritores cristãos. Mas, são apenas vendedores de histórias, e muito capazes, diga-se de passagem. Basta lembrar do fabuloso "Cisne Negro", também da dupla. Mas, voltemos a Noé, qual o problema se no roteiro aparecer um ou mais elementos do "outros dilúvios". Lembro-me agora de um artigo do Rev. Angelo Vieira da Silva com o seguinte título "O que não espera do filme Noé?" que fala sobre a tola expectativa de se ver um filme bíblico, mas, no lugar disso, esperar por um roteiro, que cabe o que o autor quiser colocar, desde 'anjos caídos transformados em guardiões' até um Matusalém 'Gandalf', nem esperar um filme espiritual, mas humanizado, e no caso do "Noé" que não ouvia Deus falar, mas inferia de seus sonhos e visões causadas por alucinógenos, um homem confuso com a responsabilidade de decidir sobre a extinção ou manutenção da raça humana. Notem, biblicamente falando, não há o que dizer por um motivo muito simples.... NÃO É UM FILME BÍBLICO. É sim, um roteiro que se propõem a ter como personagem principal um personagem importantíssimo das paginas de Gênesis. Não espere a história de redenção tal como nas Escrituras. Caso contrário, jogará seu dinheiro e tempo fora. Porém, se você quer um pouco de diversão e um bom roteiro adaptado, "Noé" é uma boa opção para curtir uma pipoquinha, refri e milkshake!
Minha única reclamação é sobre os efeitos 3D.... muuito fracos, principalmente na hora do aguaceiro. Poderiam ter caprichado mais, deixado mais profundo!

 

sábado, 8 de março de 2014

08 de março - Dia internacional da Mulher

Hoje é o dia escolhido para a comemoração do dia internacional da mulher. Creio que há  quem comemore esse dia pautando-se apenas em ordem cromossômica ou no fato de ser mãe, desconhecendo a lutas das mulheres russas no início do século passado, não discutirei isso. Contudo, a Bíblia nos dá um claro panorama de mulher por vezes esquecido. No livro de Provérbios, capitulo 31, nos mostra duas mulheres virtuosas, a que instrui (mãe do rei Lemuel) e aquela de quem se fala do verso 10 ao 31. Notemos que que há uma preocupação quanto a escolha de uma esposa para o rei, por isso, um padrão mínimo é desejado. Lemuel ouve de sua mãe o tipo que deve ser evitado na antítese da virtuosa.


Em suma, ser mulher verdadeiramente, é estar dentro do propósito ao qual foi criada, SER VIRTUOSA. Caso contrário, será como um lindo carro esportivo e sem motor.... lindo em todas as suas curvas e design. Porém, uma inútil fonte de frustrações e pesares.

Às virtuosas, portanto, mulheres em sua integralidade, minhas felicitações!

Deixo o capítulo 31 de provérbio para leitura e meditação.

1 Ditados do rei Lemuel; uma exortação que sua mãe lhe fez:
2 "Ó meu filho, filho do meu ventre, filho de meus votos,
3 não gaste sua força com mulheres, seu vigor com aquelas que destroem reis.
4 "Não convém aos reis, ó Lemuel; não convém aos reis beber vinho, não convém aos governantes desejar bebida fermentada,
5 para não suceder que bebam e se esqueçam do que a lei determina, e deixem de fazer justiça aos oprimidos.
6 Dê bebida fermentada aos que estão prestes a morrer, vinho aos que estão angustiados;
7 para que bebam e se esqueçam da sua pobreza, e não mais se lembrem da sua infelicidade.
8 "Erga a voz em favor dos que não podem defender-se, seja o defensor de todos os desamparados.
9 Erga a voz e julgue com justiça; defenda os direitos dos pobres e dos necessitados".
10 Uma esposa exemplar; feliz quem a encontrar! É muito mais valiosa que os rubis.
11 Seu marido tem plena confiança nela e nunca lhe falta coisa alguma.
12 Ela só lhe faz o bem, e nunca o mal, todos os dias da sua vida.
13 Escolhe a lã e o linho e com prazer trabalha com as mãos.
14 Como os navios mercantes, ela traz de longe as suas provisões.
15 Antes de clarear o dia ela se levanta, prepara comida para todos os de casa, e dá tarefas as suas servas.
16 Ela avalia um campo e o compra; com o que ganha planta uma vinha.
17 Entrega-se com vontade ao seu trabalho; seus braços são fortes e vigorosos.
18 Administra bem o seu comércio lucrativo, e a sua lâmpada fica acesa durante a noite.
19 Nas mãos segura o fuso e com os dedos pega a roca.
20 Acolhe os necessitados e estende as mãos aos pobres.
21 Não receia a neve por seus familiares, pois todos eles vestem agasalhos.
22 Faz cobertas para a sua cama; veste-se de linho fino e de púrpura.
23 Seu marido é respeitado na porta da cidade, onde toma assento entre as autoridades da sua terra.
24 Ela faz vestes de linho e as vende, e fornece cintos aos comerciantes.
25 Reveste-se de força e dignidade; sorri diante do futuro.
26 Fala com sabedoria e ensina com amor.
27 Cuida dos negócios de sua casa e não dá lugar à preguiça.
28 Seus filhos se levantam e a elogiam; seu marido também a elogia, dizendo:
29 "Muitas mulheres são exemplares, mas você a todas supera".
30 A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme ao Senhor será elogiada.
31 Que ela receba a recompensa merecida, e as suas obras sejam elogiadas à porta da cidade.

Obs.: Eu encontrei esse tesouro!