quinta-feira, 28 de abril de 2011

Espiritualidade Neo-Pentecostal e Crise Existencial



Partindo da observação dos fatos, tenho insistido em dizer que a teologia e prática neo-pentecostal tem fomentado uma geração inteira de crente imaturos. Pessoas que pela pregação triunfalista foram aliciados a entender que, se estiverem com Deus e sem pecado, (como se isso fosse possível aqui) mal  algum lhes alcançará.

"A prosperidade material seguirá os que crêem". O que dizer daquele senhor que cata latinhas pra viver? Segundo os defensores de tal "teologia", o irmão, coitado, está em pecado. Se não tiver o carro do ano e a casa pretendida, há algo de errado da vida do indivíduo (um encoxxxto). Se a doença lhe abater, dizem eles: faltou fé ou há pecado não confessado. Note que o argumento é muito interessante, pois lança toda a culpa no coitado do crente. Não quero aqui, minimizar a pontencialidade destruidora do pecado, sabemos que o pecado gera a morte (Rm 6.23). Mas isso não quer dizer que todo pecado vai gerar alguma doença, caso contrário, não haveria ímpio na terra, concorda? 
Assim, o pobre do crente, subjugado no nicho em questão, começa a questionar o motivo da aflição. Onde teria errado para que tal ocorresse? 
É nesse ponto que constatamos o pior. A pressão psicológica gerada, não só pela liderança, e membresia que passa a ver o irmão como um menos santo, de menos valia, alguém fraco ou sem fé, mas também, cobrado por si, que depois de sondar-se e não detectando o "ponto fraco", encontra-se na mais terrível das crises, a existencial. O grande perigo aqui é seguinte, não encontrando o motivo em si, Deus é o culpado.

Creio, cada vez mais, que precisamos nos preparar para receber, muito em breve, os feridos por tal atrocidade. 
Nossa responsabilidade estará na fidelidade ao expor as Antigas Doutrinas da Graça, em mostrar-lhes que espiritualidade vai muito além de obedecer regras morais ou condutas denominacionais e principalmente, demonstrar a beleza da liberdade cristã a quem pensando ser livre, viveu em cadeias.

Se o irmão tem algo a somar, compartilhe, faça uma comentário, critique, só não finja que não leu!

Que o Senhor nos ajude!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

O Evangelho sem máscaras!



Estou sempre antenado no que acontece lá fora e atualmente tenho visto muita coisa interessante. Há pouco mais de uma semana encontrei esse vídeo e achei muito interessante, mas ainda pela rapidez e contundência na comunicação do Evangelho. Quando digo isso, me refiro ao verdadeiro Evangelho, sem subterfúgios, sem enfeites, sem gracinhas, nada da falácia triunfalista da prosperidade dos profetinhas de Mamon, os "curandeiros" de plantão, pirotecnia sensacionalista ou macumba gospel (os tais atos proféticos);  apenas o Evangelho puro e o problema de todo o ser humano, que algumas casas do cão escondidas em placas denominacionais da "moda" insistem em não divulgar. Por que? Essa é mole! Não anunciam a Verdade, pois a graça de Deus em Cristo Jesus, não lhes parece atraente, não dá IBOPE, não chama atenção, não atrai pessoas e finalmente, não é lucrativa.
Penso que precisamos ser mais objetivos nesse trabalho. Sei da importância da contextualização, mas em muitos casos, é a desculpa "perfeita" para a letargia e passividade ética, no que tange a Missão.
Por isso postei tal vídeo. Espero em Cristo que o Espírito Santo lhe motive ainda mais depois que assistí-lo.
Que o Senhor levante cada vez mais pessoas com discursos semelhantes a este, inflamados e essencialmente bíblicos.

Como não sei trabalhar com legendas, encomendei o serviço a um primo que o faz muito bem, a ele vai o meu abraço. Jonatan, que o Senhor fale cada vez mais forte ao teu coração. Muito obrigado "Puluca"!







segunda-feira, 11 de abril de 2011

O Gineco!

Essa última semana foi bem corrida e parece que o restante do mês seguirá o mesmo ritmo. Por causa disso terei pouco tempo para terminar os post's que já comecei. Porém, esta semana recebi um e-mail que me chamou a atenção e resolvi trazê-lo aos amados. Espero que sirva para reflexão, divulgação e alerta contra essa prática! 




Uma mulher chega apavorada no consultório de seu ginecologista e diz:
- Doutor, o senhor terá que me ajudar num problema muito sério... 
Este meu bebê ainda não completou um ano e já estou grávida novamente. 
Não quero filhos em tão curto espaço de tempo, mas num espaço grande 
entre um e outro... O médico então perguntou: Muito bem. O que a senhora
quer que eu faça? A mulher respondeu:


Desejo interromper esta gravidez e conto com a sua ajuda. O médico
então pensou um pouco e depois de algum tempo em silêncio disse para 

a mulher: acho que tenho um método melhor para solucionar o problema. 
E é menos perigoso para a senhora. A mulher sorriu, acreditando que o
médico aceitaria seu pedido.

Ele então completou: Veja bem minha senhora, para não ter que ficar com 

dois bebês de uma vez, em tão curto espaço de tempo, vamos matareste 
que está em seus braços. Assim, a senhora poderá descansar para ter o
outro, terá um período de descanso até o outro nascer. Se vamos matar, 
não há diferença entre um e outro. Até porque sacrificar este que a senhora 
tem nos braços é mais fácil, pois a senhora não correrá nenhum risco...
A mulher apavorou-se e disse: 
Não doutor! Que horror! Matar um criança é um crime. Também acho minha 
senhora, mas me pareceu tão convencida disso, que por um momento pensei 
em ajudá-la. O médico sorriu e, depois de algumas considerações, viu que a 
sua lição surtira efeito. Convenceu a mãe que não há menor diferença entre 
matar a criança que nasceu e matar uma ainda por nascer, mas já viva no 
seio materno.

O CRIME É EXATAMENTE O MESMO!!! 

  Luciana "Paracatu", obrigado pelo e-mail!

segunda-feira, 4 de abril de 2011

"Elias" tupiniquim!


Virou palhaçada mesmo, não tem outro nome! Como se já não bastasse ser fã do criador da unção do paletó (o super, hiper, mega, duper herege topetudo do bafo poderoso, Benny Hinn), testemunha ocular na criação e fazer o povo engravidar a parir em pleno "culto", o "metro-evangelista e POPastor-star neo pentecostal" Marco Feliciano, agora acha que é Elias e até providenciou a transferência de "uns são"  a aquele, que segundo o que diz no video, é o único pregador do Norte (será que bebeu?). Além de usar aquelas alegorias que o "gado" gosta, como nadar em "córrego espiritual" e "mísseis do inferno", usou o próprio terno, como se através dele transferisse a  própria "uns são" ao circense do lado, encenando, literalmente Elias e Eliseu. E eu pergunto:
O que acontece agora?  Será que o "infeliciano" entrará para o rol dos que não viram a morte, como Enoque e o próprio Elias? Será que vem uma nova "uns são" sobre o "preDador" pop? (se for isso, podemos esperar coisas inda piores). Será que estaria anunciado uma retirada estratégica? Duvi-dê-ó-dó..srsrsr! Ou será que talvez ele seja abduzido? Quer saber? Não seria nada mau!... srsrsrsr!
Agora falando sério, o que me deixa mais triste é a "platéia" manipulada. Será que já perderam o senso crítico? Será que a música de fundo e o tom de voz os hipnotizaram? Creio que sim....
Infelizmente, estão como passarinhos novos... biquinhos abertos, sem questionar o que lhes é fornecido, ainda que seja veneno. Não importa quem seja, o quanto é renomado, essa babaquice tem que parar!
Sei que os fãs estão se retorcendo, mas isso precisa parar, minha gente!
Deus tenha misericórdia da Igreja.
Segue o video com a transferência de "uns são":

sábado, 2 de abril de 2011

Desabafo!



Hoje está difícil manter o tom com tanta porcaria vista na "gospelândia".
Não sei o que me causa mais repulsa, se é a canalhada que descaradamente deturpa o Santo Evangelho ou os argumentos usados para defendê-los.

Estou enojado com "ofertas voluntárias" de R$900,00, com o  brinde de uma Bíblia de estudo sobre batalha espiritual e vitória financeira, "sementes" de R$1.000,00 (por que sementes? Essa é mole. Quem planta, colhe. Barganha gospel, trocando ou comprando bençãos de Deus por R$ ou U$ - A manjada idolatria da prosperidade), "vale de sal" pra tirar "olho gordo", "rosa ungida" que leva o amor para o lar, "toalhinha" com o fedor auto-denominado apostólico (xamanismo pra deixar feiticeiro embasbacado!), sacrifícios (já vi cada coisa, até encenação nos moldes do antigo templo), atos proféticos (macumba gospel), unção de bicho, de gargalhadas, dos comedores de uvas, o "cai-cai", dentes de ouro, ministradores chorões, oração poderosa, "avivamento" fabricado, estratégias mirabolantes com "novas" visões celestiais para a Igreja, os encontros "tremeeeeeeeeeendos", "enlatados" importados para crescimento da igreja, líderes que deixando de tomar seus remédios e marcam a data da volta de Cristo. Ah! É claro, não posso esquecer da historinha da "palavra profética" e "louvor profético", que usam sofismas fabricados em textos bíblico isolados, fora do seu contexto e começam a "profetizar" (impor a própria vontade a Deus, como se nos devesse algo): Não aceito isso!, ou eu rejeito aquilo!, ou ainda, profecias gerais e dúbias, onde se diz o óbvio, mas com ressalvas quanto ao caminhar de quem recebe a "profecia". Fala sério, é palhaçada em demasia! A Palavra me basta!

Sei que ainda há os que não se dobraram a Baal, mas o que infelizmente tenho visto é uma horda de serviçais engajados com a disseminação da mentira e do engano.

O Evangelho cristalino é cada vez mais raro. Alguns dos pregadores na mídia podem disputar na televisão o horário nas tardes de sábado e domingo, pois em sua maioria, são apenas condutores de circo de horrores ou animadores de platéia, fazendo graça para macacos de auditório que não mais questionam absolutamente nada. Onde foi parar os de Beréia?

Em muitas igrejas o louvor congregacional deu lugar às "estrelinhas de Gizuiz" afinal, o gado quer ser bem servido. Aliás, não bem servido, quer escolher a própria comida. Em função disso alguns "preDadores" (com 'D' mesmo) comprometem a Sã Doutrina, anulam a Graça, acomodam pecados, resumindo: prostituem a pregação. Nessas horas sinto saudade das dietas!

Não sei onde isso vai parar, na verdade sei que vai piorar muito, até que o Senhor venha separar-nos dos bodes, que são muito. Mas, ao mesmo tempo em que lamento onde chegamos, glorifico a Deus pelo fiel cumprimento da Sua Reta, Viva, Santa e Eficaz Palavra. 


"Mas os homens perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados.
Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus.
Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra." (2 Timóteo 3.13-17).


Deus tem levantado pessoas comprometidas com Ele, Sua Palavra e totalmente submissas a Sua vontade. Homens e mulheres que entendem que ricos ou pobres, sãos ou doentes, festejando a vida ou em luto, são felizes por serem de Cristo Jesus. 

Isso me faz lembrar de Horatio Gates Spafford (1828-1888), que depois de perder todos os seus bens num incêndio, ter quatro filhas mortas em um naufrágio, lhe restando apenas a esposa, compôs "It Is Well with My Soul", traduzida como "Sou feliz com Jesus" e no Hinário Novo Cântico "108 - Aflição e paz".  Será que agora aparece algum marketeiro da prosperidade idólatra ou do triunfalismo maluco pra dizer que o irmão Spafford não tinha fé? Duvi-dê-ó-dó!
Segue a letra da canção do irmão que, segundo essa galera, não tinha vida com Deus:        
                                         
                 Aflição e paz
    • Se paz a mais doce me deres gozar,
    • Se dor a mais forte sofrer,
    • Oh! Seja o que for, tu me fazes saber
    • Que feliz com Jesus sempre sou!
    • Sou feliz com Jesus,
    • Sou feliz com Jesus, meu Senhor!
    • Embora me assalte o cruel Satanás
    • E ataque com vis tentações;
    • Oh! Certo eu estou, apesar de aflições,
    • Que feliz eu serei com Jesus!
    • Meu triste pecado, por meu Salvador
    • Foi pago de um modo cabal!
    • Valeu-me o Senhor! Oh! Mercê sem igual!
    • Sou feliz, graças dou a Jesus!
    • A vinda eu anseio do meu Salvador!
    • Em breve virá me levar
    • Ao céu, onde eu vou para sempre morar
    • Com remidos na luz do Senhor!

    • Que o Senhor nos ajude!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Quem são estes?


Dando uma olhada em "Mero Cristianismo", um dos sites que visito com freqüência, encontrei este primoroso cartoon, ou já aportuguesado cartum, feito por Diego D. Carrion também publicado hoje pelo amigo Danilo no Genizah. E é claro que eu não me ausentaria disso. Então resolvi fazer a seguinte brincadeira em duas fases:
Na primeira fase, você deve identificar cada um dos representados da gravura, descrevendo-os em um comentário. Para facilitar o "trabalho", pus números sobre a cabeça de cada um. Em uma semana divulgo quem são, fazendo menção honrosa dos "vencedores". 
Não segunda fase, farei uma enquete e no final teremos um post de conclusão!
Ainda que seja uma brincadeira, o resultado nos mostrará algo alarmante. Portanto, participe e fique ligado até o final. Espalhe o máximo que puder, pois para que haja uma amostragem justa, o número é de suma importância.
Divirtam-se!
Recomendo que clique na figura para melhor visualização.