terça-feira, 2 de dezembro de 2014

A "Gospelândia" pira!

    Esse post nasceu em resposta a um leitor, que preservarei com a alcunha de "JABULANI". Aproveito e deixo registrado (mais uma vez) o repúdio que tenho pelo movimento que produziu "fã clubes", "astros" com "cachês" astronômicos, "estrelinhas" cercadas por seguranças, intitulando-se adoradores (do próprio ventre, talvez). Prossigamos ao "post/resposta":
Me desculpe JABULANI, mas jamais deixarei de expor algo que minha consciência acuse, não peço às pessoas que leiam meus escritos, não escrevo no afã de agradar quem quer que seja.
Se aprovei algo que Palavra reprova ou reprovei algo que Ela aprova, por favor meu irmão, me diga, será edificante perceber se cometi falha ou excesso. Agora, se sua indignação provém do fato de participar de alguma comunidade que goste do que denuncio, e espero que não, nada posso fazer além de encorajá-lo ao estudo profundo das Escrituras, respeitando o Texto e o contexto. Qualquer um que assim fizer, perceberá que o que escrevo trata do zelo simplesmente, por favor, não confunda com legalismo. Nunca, jamais me curvarei para o movimento gospel, é um lixo antropocêntrico que tem apenas uma serventia, massagear egos já inflamados e por consequência final, afastar o homem de Deus!
Quanto ao amor, queria que destacasse quando faltei com ele. Minhas denúncias contra a "gospelândia" são justamente o reflexo do amor que tenho pela Palavra, pela Obra, e pelas ovelhas que me foram confiadas.
Deixo aqui duas porções da Escrituras que norteiam minha labuta diária na denúncia do falso e anúncio do verdadeiro:
JABULANI, não sei como você vê o Ministério Pastoral, mas eu sei de onde vim, o que Deus fez na minha vida e o que Ele requer de mim. Se tem algo que não quero sobre minhas mãos, é o sangue alheio pela omissão covarde do politicamente correto.

"Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Além disso requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel." (1Co 4:1-2)

"Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!"(1Co 9.16)

Nenhum comentário: